Os objetivos fundamentais da Rede Ibérica de Espaços Geomineiros / Rede Ibérica de Espaços Geomineiros, centraram-se, inicialmente, numa série de aspetos relativos aos Parques Geológicos, Parques Geológicos e Mineiros e aos Museus Mineiros, isto é, às entidades fundamentais da rede. Estes objetivos foram fixados na reunião de Molina de Aragão e agora poderiam catalogar-se como PRINCÍOS DE MOLINA.

Estes objetivos são:

  1. Estabelecer uma rede de coordenação aberta a todos os territórios que trabalhem para a conservação do Património Geológico (e do Património Mineiro) e o seu aproveitamento social, para o desenvolvimento rural, independentemente das suas características organizativas.
  2. Podem fazer parte da rede os Parques Geológicos, Parques Geológicos e Mineiros, Museus Mineiros e distintos lugares com diferentes denominações, onde se valorize o Património Geológico e o Património Mineiro. Excetuando os territórios que façam parte dos Geoparques da Rede Global da UNESCO.
  3. Aprofundar a colaboração, sabendo que existe uma realidade de territórios estruturados sob diferentes denominações, que, não somente não se conhecem entre si, mas que a maioria não está sob uma denominação homogénea e/ou desenvolvida.
  4. Intercambiar experiências entre os diferentes territórios integrados na rede, criando um foro aberto a outros territórios que estejam interessados nesta iniciativa.
  5. Efetuar reuniões periódicas em cada um dos territórios da rede.
  6. Aprofundar na realidade constatada de que nem todos os territórios que queiram trabalhar no âmbito do estudo, conservação e desenvolvimento rural baseado nos recursos naturais (e em concreto nos valores do Património Geológico e do Património Mineiro) tenham a necessidade de desenvolver um projeto de Geoparque.
    Ciências da Terra, a qual apoia esta rede conjuntamente com a SIGMADOT, a SEDPGYM e a CPG-SGE. No futuro esperamos chegar a acordos similares com outras entidades científicas de Espanha, Portugal e Andorra.
  1. Estabelecer contactos com as sociedades espanholas e portuguesas dedicadas à defesa do património geológico e do património mineiro. Em Espanha, concretamente a Comissão de Património da Sociedade Geológica de Espanha (CPG-SGE), a Sociedade Espanhola para a Defesa do Património Geológico e Mineiro (SEDPGYM) e a Sociedade Internacional de Geologia e Mineração Ambiental para o Desenvolvimento e o Ordenamento do Território (SIGMADOT).
  2. Assim como estabelecer contactos com a rede espanhola e portuguesa de geoparques da UNESCO.

 

Estes objetivos continuam válidos após as ampliações efetuadas na rede, com a entrada dos Museus de Geologia (incluído os específicos de Mineralogia e Paleontologia) das Entidades dedicadas à difusão da geologia, grutas e gargantas com uma clara identidade geológica. E também com a entrada de Parques Naturais, Parques Nacionais e Reservas da Biosfera com uma clara identidade geológica.

Por outro lado estabeleceu-se com a AEPECT (Associação Espanhola para o Ensino das Ciências da Terra) a qual apoia esta rede conjuntamente com SIIGMADOT, SEDPGYM e a CPG-SGE. No futuro esperamos chegar a acordos com outras entidades científicas de Espanha, Portugal e Andorra.

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies